WPML - Traduzindo conteúdo

Quando você pensa em traduzir seu conteúdo, você talvez pense no “título” e no “corpo” da página. No entanto, um conteúdo totalmente traduzido exige mais atenção. Neste documento, explicamos o que você precisa saber antes de começar a traduzir seu conteúdo e como lidar com os diferentes elementos em seus sites.


Escolhendo o método de tradução do conteúdo

Escolhendo o método de tradução do conteúdo

Escolhendo o método de tradução do conteúdo

O WPML lhe oferece métodos diferentes, que tratam de estágios diferentes do site e de necessidades distintas.

A forma mais simples de traduzir conteúdo é clicando nos ícones ‘+’ (adicionar tradução) ao editar conteúdo. Usando esse método, você estará editando traduções da mesma forma em que edita o conteúdo no idioma original do site. Chamamos esse método de tradução manual. Quando você usa a tradução manual, precisa cuidar de todas as questões técnicas relacionadas à tradução. É por isso que a tradução manual é mais indicada para desenvolvedores que estão construindo sites e apenas criam pequena quantidade de conteúdo.

Quando você precisa gerenciar grandes quantidades de conteúdo, inclusive sua tradução, o melhor é usar o Translation Editor do WPML ou então a tradução profissional. A tradução profissional está disponível através de uma crescente lista de serviços de tradução parceiros. Essas duas opções cuidarão de todas as questões técnicas relacionadas à tradução, permitindo que você se concentre apenas no conteúdo.

Você também pode deixar seus próprios tradutores usarem ferramentas CAT (programas que os tradutores usam para editar suas traduções). O WPML exportará o conteúdo como XLIFF, os tradutores traduzirão o conteúdo com seus programas de tradução e devolverão os arquivos XLIFF concluídos para o WPML.

E por fim, leia sobre como traduzir conteúdo criado com construtores de páginas, caso esteja utilizando-os.

Criar posts e páginas em outras línguas manualmente
Crie as traduções como novos posts ou páginas, usando o editor padrão do WordPress.
Usar o módulo Translation Management
Controle quem está traduzindo o que e forneça melhores ferramentas aos seus tradutores.
Tradução profissional de um serviço de tradução
Selecione seu fornecedor de traduções e otimize o processo de tradução.

Conectando páginas traduzidas a páginas pai traduzidas

Conectando páginas traduzidas a páginas pai traduzidas

Conectando páginas traduzidas a páginas pai traduzidas

A maioria dos sites em WordPress usam ‘páginas’. Páginas têm páginas pai. Por exemplo, a página pai desta página é nossa página principal de documentação. Quando você traduz conteúdo, com certeza deseja criar a mesma hierarquia em todos os idiomas.

Vejamos um exemplo:

A página A é pai das páginas B e C. Então, a hierarquia das páginas traduzidas deve ser:

  • Xa < Xb
  • Xa < Xc

Quando você traduz conteúdo manualmente, precisa também cuidar de atribuir pais manualmente. Seria mais fácil para você traduzir primeiro as páginas pai, daí traduzir as páginas filho e então atribuir pais, à medida que cria as páginas filho. O seletor de “página pai”, no editor de página, só lhe mostrará páginas no idioma em que você está editando.

Quando você traduz usando o WPML Translation Editor ou usando serviços de tradução, o WPML cuida da tarefa de atribuir pais para você. A ordem em que você traduz o conteúdo não importa nesse caso. Se você traduzir as páginas filho primeiro, assim que traduzir as páginas pai, elas serão atribuídas automaticamente às páginas filho. É claro que se você traduzir as páginas pai primeiro, as páginas filho serão corretamente atribuídas assim que forem traduzidas também.

Lembre-se de que você só pode atribuir páginas “publicadas” como pais de outras páginas. Além disso, tipos de post diferentes também podem ter pais. Usamos “páginas” aqui apenas como exemplo.

Traduzindo links no conteúdo

Traduzindo links no conteúdo

Traduzindo links no conteúdo

O conteúdo muitas vezes inclui links para outros conteúdos dentro e fora do seu site. Quando traduz seu conteúdo, você quer que os links apontem para outro conteúdo no mesmo idioma.

Vamos ver um exemplo de duas páginas. A “página A” tem um link para a “página B”, e a “página B” tem um link para a “página A”. Quando essas duas páginas estiverem traduzidas, você quer que a Xa (página A traduzida) tenha um link para a Xb (página B traduzida), e a Xb tenha um link para a Xa. Você não quer que nenhuma das páginas traduzidas continuem tendo um link para o conteúdo no idioma original.

Quando traduz manualmente o conteúdo, você precisa criar manualmente os links para o conteúdo traduzido.

Quando você usa o WPML Translation Editor ou a tradução profissional, todos os links são ajustados automaticamente para o conteúdo no mesmo idioma. Nesse caso, a ordem em que você traduz o conteúdo não importa. Na verdade, muitas vezes é impossível traduzir o conteúdo na “ordem correta”, porque muitas páginas têm links umas para as outras.

Seus tradutores não precisam editar links quando traduzem. Eles só devem editar o texto do link, mas não os destinos do link (os URLs nos links). Quando as traduções são concluídas, o WPML examina os links no conteúdo e os ajusta automaticamente para se ligarem ao conteúdo no mesmo idioma. Essa operação é complexa, mas só acontece uma vez e apenas dentro da administração do WordPress. Os links são ajustados no banco de dados e estarão corretos quando o conteúdo for gerado.


Escolhendo os tipos de conteúdo a traduzir

Escolhendo os tipos de conteúdo a traduzir

Escolhendo os tipos de conteúdo a traduzir

Você pode especificar para o WPML se determinado conteúdo é “traduzível” ou não. Conteúdo traduzível significa que:

  • Você verá os controles para a tradução manual ao editar conteúdo
  • Você pode traduzir o conteúdo manualmente, usando o WPML Translation Editor ou usando a tradução profissional
  • Apenas conteúdo no idioma atual será carregado e exibido

O último ponto a respeito de carregar conteúdo no idioma atual merece um pouco mais de explicação. Vejamos dois exemplos para ilustrá-lo.

Se você cria um tipo de conteúdo personalizado “vitrine” que só inclui imagens e links, não há nada a traduzir. Você vai querer exibir exatamente os mesmos “itens de vitrine” no conteúdo em qualquer idioma. Nesse caso, você deve definir o conteúdo de “vitrine” como “não traduzível”.

Se você cria um tipo de conteúdo personalizado “serviços” que inclui títulos, descrição e campos de texto adicionais, você vai querer tornar esses serviços “traduzíveis”. Nesse caso, você poderá traduzir serviços, e apenas serviços traduzidos vão ser exibidos nos diferentes idiomas. Até você traduzir um serviço, ele não será exibido.

Você pode escolher que tipos de posts são traduzíveis quando edita conteúdo, na seção Configuração de conteúdo multilíngue e em WPML->Translation Management->Configuração de conteúdo multilíngue->Posts personalizados.

Se você torna um conteúdo traduzível e deseja exibi-lo mesmo que ainda não esteja traduzido, use o recurso de duplicação de conteúdo do WPML.


Traduzindo campos personalizados

Traduzindo campos personalizados

Traduzindo campos personalizados

A maioria dos sites em WordPress incluem campos personalizados, muitos dos quais exigem tradução. O WPML lhe permite escolher como lidar com esses campos personalizados ao traduzir conteúdo.

Primeiro, você precisa informar ao WPML quais os campos que exigem tradução. Você pode fazer isso ao editar conteúdo, na caixa meta Configuração de conteúdo multilíngue, ou em WPML->Translation Management->Configuração de conteúdo multilíngue->Tradução de campos personalizados.

Para cada campo personalizado, você pode escolher entre:

  • Não traduzir
  • Copiar do original para a tradução
  • Traduzir

Não traduzir significa que o WPML não fará nada com esse campo personalizado ao enviar conteúdo para tradução. Você deve escolher essa opção para campos que não precisam aparecer na tradução.

Copiar do original para a tradução significa que o WPML copiará automaticamente o valor do campo do conteúdo original para tradução. Essa opção é boa para campos numéricos e booleanos, que precisam ter o mesmo valor em todos os idiomas. Por exemplo, um campo de “preço” deve ter o mesmo valor em todas as traduções de um produto (desde que você esteja oferecendo o produto pelo mesmo preço em todos os idiomas). Essa cópia ocorrerá em todos os métodos de tradução (tradução manual, WPML Translation Editor ou tradução profissional).

Traduzir significa que o WPML incluirá o campo no conteúdo para tradução, ao usar o Translation Editor ou tradução profissional. Os tradutores verão o campo como campo de texto e precisarão traduzi-lo.


Traduzindo taxonomia

Traduzindo taxonomia

Traduzindo taxonomia

A taxonomia é diferente dos campos, visto que é compartilhada para conteúdos diferentes. Por exemplo, se seu site usa “categorias de post”, as categorias são gerenciadas de modo centralizado (em Posts->Categorias) e não exclusivamente para cada post. Você pode atribuir categorias a posts, mas quando você edita uma categoria de um post, você afeta a categoria e não o post.

Você pode traduzir toda a taxonomia do seu site em WPML->Tradução de taxonomia.

Como alternativa, ao usar o WPML Translation Editor ou a tradução profissional, você pode incluir os termos de taxonomia juntos com a tradução de conteúdo. Quando você enviar conteúdo para tradução, o WPML incluirá automaticamente termos de taxonomia novos ou atualizados. Tenha em mente que traduzir a taxonomia que é usada por um conteúdo pode mudar a mesma taxonomia, quando exibida em outro conteúdo.


Traduzindo textos de imagens e galerias de imagem

Traduzindo textos de imagens e galerias de imagem

Traduzindo textos de imagens e galerias de imagem

Muitas vezes quando você inclui imagens no conteúdo, essas imagens têm legenda, texto alternativo e uma descrição. Você quer que todos esses textos sejam traduzidos.

Quando você usa o WPML Translation Editor ou a tradução profissional, esses textos estão inclusos no conteúdo. Seus tradutores precisam se certificar de não modificar shortcodes de “legenda” e de traduzir apenas os valores dos atributos. Assim, as imagens aparecerão com os textos traduzidos.

Além disso, alguns conteúdos usam os shortcodes de “galeria” do WordPress para exibir galerias de imagens. O mecanismo de “anexo” do WordPress é usado nesse caso, o que faz as imagens pertencerem a conteúdos. Se seu conteúdo usa galerias, não se esqueça de ativar o módulo do WPML Media Translation. Esse módulo anexará as mesmas imagens a todo conteúdo traduzido. Assim, os mesmos arquivos de imagem aparecerão nas galerias em todos os idiomas.


Recursos adicionais

Recursos adicionais

Recursos adicionais

A fim de ter sites totalmente traduzidos, você precisa traduzir o conteúdo e todos os outros textos que se encontram no tema e nos plugins ativos. Mas isso não é tudo: você também precisa se certificar de que o código PHP que é carregado e que exibe conteúdo, carrega o conteúdo no idioma certo.

Recomendamos que você escolha um tema da crescente lista de temas compatíveis com múltiplos idiomas. Você também pode encontrar uma lista dos principais plugins compatíveis com múltiplos idiomas.

Para traduzir os textos em temas e plugins, leia sobre localização de tema e plugins.